Acompanhe as Sessões da Camara

 

 

 

 

 

HISTÓRIA DO MUNICÍPIO

O município de Nortelândia foi desmembrado do território de Diamantino. O município foi o único, entre todos os municípios de mato-grossenses a receber duas leis de criação, cada uma com uma denominação, ocorrendo que a segunda não explicou a anulação da primeira.

A lei nº. 686, de 11 de dezembro de 1953, foi publicada no Diário Oficial de 15 de dezembro de 1953, página 3.

A seguir saiu outra Lei, de nº. 712, de 16 de dezembro do mesmo ano. Publicada no Diário Oficial de 18 de dezembro, página 2.

Pela lei nº. 686, a denominação é Santana dos Garimpeiros, nome popular pelo qual o lugar era conhecido. E pela lei nº. 712, a denominação é Nortelândia, denominação escolhida para enaltecer e homenagear os fundadores do lugar, os nordestinos, erroneamente chamados de nortistas.

O Município concentra quase toda a população na cidade de Nortelândia, sendo ocupado por grandes fazendas. Apenas se nomeiam os povoados ou pequenas comunidades: João Paulo – região garimpeira; comunidade do Santaninha, região de agricultura e pecuária; comunidade Ascari e comunidade da Colônia Macaúba.

Os garimpos manuais foram substituídos por dragas de maior capacidade, gerando o assoreamento do histórico Rio Santana.

DADOS GERAIS DO MUNICÍPIO

Dependência Genealógica: o município de Cuiabá deu origem ao município de Nossa Senhora da Conceição do Alto Paraguay Diamantino, depois simplesmente Diamantino, que deu origem ao município de Nortelândia.

Denominação dos Habitantes: Nortelandenses.

População estimada em 2005 (IBGE): 5.478.

Eleitores: 5.568.

Distrito: Sede.

Limites: Diamantino, Alto Paraguai, Arenápolis e Nova Marilândia.

Comarca: Nortelândia.

Altitude: 354m.

Distância da Capital: 244 km.

Coordenadas: 14º 14’ 39” latitude sul, 57º 17’ 30” longitude oeste GR.

Extenção Territorial: 1.358,40 km²

Localização Geográfica: Messoregião 130, Microrregião 532 – Alto Paraguai, centro-sul mato-grossense.

Relevo: Planalto dos Parecis. Depressão do Rio Paraguai. Calha do Rio Paraguai. Serra Tapirapuã
Formação Geológica – Cobertura não dobradas do Fanerozóico – Bacia Mesozóica dos Parecis. Faixa Móvel Brasiliana.

Bacia Hidrográfica: Grande Bacia do Prata. Para esta bacia contribui o Rio Paraguai, que recebe pela direita o tributário Santana.

Clima: Tropical quente e sub-úmido com 5 meses de seca, de maio a outubro. Precipitação anual de 2.000 mm, com intensidade máxima em janeiro, fevereiro e março. Temperatura média anual de 24º C, com máxima de 40º C, e menor mínima de 0º C.

Principais Atividades Econômicas: O extrativismo mineral constitui-se na principal atividade econômica. O restante baseia-se no setor primário, com destaque a pecuária de corte e agricultura: arroz, soja, milho, feijão e mandioca. O comércio é predominantemente varejista.

 

© Câmara Municipal de Nortelândia 2008 . Todo o material poderá ser reproduzido desde que citada a fonte. Produzido por SCHOLTRIN INFORMÁTICA